O Clube do Imperador - decepção do professor

William Hundert é professor de uma escola preparatória para rapazes que recebe como alunos a classe alta da sociedade americana. Lá, Hundert dá lições de moral para serem aprendidas, por meio do estudo de filósofos gregos e romanos. Sedgewick Bell, o filho de um influente senador, entra em choque com as posições de Hundert, questionando a importância do que é ensinado. Porém, apesar dessa rebeldia, Hundert considera o aluno inteligente e acha que pode colocá-lo no caminho certo, chegando mesmo a ajudá-lo na final do concurso Julio Cesar, sobre Roma Antiga. Mas Sedgewick trai sua confiança, trapaceando.



Neste trecho, já adulto, Sedgewick convida o professor para que comande uma revanche, uma vez que alega lembrar-se constantemente de seu erro ao colar no concurso. O professor, na esperança de seu antigo aluno ter mudado, aceita o convite, e por mais uma vez se decepciona. Ao encontrar o aluno no banheiro, dá o seu último sermão. Sedgewick acredita que está sozinho com o professor e comenta sobre as facilidades de trapacear. O fato é que seu filho também estava no banheiro e ouviu toda a conversa.

O trecho, em conjunto com a parte 3, permite discutir as decepções/falhas dos professores bem como as recompensas.

Ficha técnica: The Emperor`s Club, 2002, 109 min, EUA, Direção: Michael Hoffman.



Palavras-chave: papel do professor, prova oral, trapaça, cola, ética, caráter, decepção, relação pai/filho.

  • 44084
  • 1138
fechar

Copie o código abaixo e insira em sua página:


Ou compartilhe através dos sites:

Fechar

Mais Informações