Entre os muros da escola - relação professor-aluno

François Marin trabalha como professor de Língua Francesa em uma escola de Ensino Médio, localizada na periferia de Paris. Ele e seus colegas de ensino buscam apoio mútuo na difícil tarefa de fazer com que os alunos aprendam algo ao longo do ano letivo. François procura estimular seus alunos, mas o descaso e a falta de educação são grandes complicadores.



Neste trecho, a pedagoga da escola aborda o professor, comentando que algumas alunas reclamaram por ele as xingar. O professor tenta desconversar, mas confessa o que ocorreu. Em seguida, procura as alunas a fim de tirar satisfação por delatá-lo. Ele comenta o que quis dizer às alunas quando as chamou de vagabundas e, por sua vez, os alunos dizem o que a palavra quer dizer para eles.



O trecho permite refletir sobre as palavras que os professores utilizam na sala e as diferentes interpretações que os alunos podem dar a elas, o que, muitas vezes, culmina em situações de extrema falta de respeito entre professores e alunos. Também é possível perceber o discurso autoritário do professor em determinados momentos da discussão, fato que é percebido e questionado pelos alunos. Após inúmeras trocas de xingamentos, o professor deixa a discussão.



Ficha Técnica: (Entre les Murs), Drama, França, 128min, 2007. Direção Laurent Cantet.



Palavras-chave: Educação, escola, professor, aluno, falta de respeito, punição, autoritarismo, interpretação de discurso.

  • 70431
  • 1006
fechar

Copie o código abaixo e insira em sua página:


Ou compartilhe através dos sites:

Fechar

Mais Informações